Ano dificil esse de 2021 em varios aspectos, então resolvi pontuar 5 itens que devemos nos atentar para o ano de 2022! espero que gostem, mas se não gostarem, me digam suas listas!


Em resumo, minha lista sugerida para administradores do Microsoft 365 é:

  1. Mantenha seus servidores locais atualizados. A atualização dos servidores locais nunca foi tão exigida como no ano de 2021, mas, todos sabemos que todos os fabricantes sempre recomendaram a atualização do ambiente, se você não atualiza seu ambiente não tem o que reclamar.
  1. Proteja os usuários insistindo em autenticação moderna e MFA em todos os lugares. Habilitar MFA para todos os usuários é uma tarefa relativamente simples, já vi muita gente dizendo que não habilita por receio do usuário reclamar… pense em uma fabricante de carro que não instala o cinto de segurança por receio do usuário reclamar, isso não acontece! Mas acontece com TI! Habilite MFA, instrua o usuário final e tenha um ambiente mais seguro.
  1. Verifique suas licenças para restringir o impacto dos aumentos de custo. Já tive o desprazer de ver clientes com 50% das licenças em desuso! Administrar o M365 é uma obrigação! Se você pensa que tem um ou duas certificações de pensa que é bom, mas não administra o ambiente você é tão leigo quanto um cidadão que não gosta de tecnologia! Administre o licenciamento, que inclusive vai ficar mais caro a partir de março de 2022.
  1. Prepare-se para uma nova forma de colaboração do Teams com base em identidades nativas. Prepare-se para o Teams Connect! O Microsoft Teams Connect permite que os usuários compartilhem canais no Microsoft Teams em várias organizações. Com esse novo recurso, as pessoas podem colaborar perfeitamente no mesmo ambiente digital com clientes, parceiros, fornecedores ou qualquer pessoa fora de sua organização – aproveitando todos os recursos de colaboração profunda que apenas o Teams reúne: bate-papo, encontro, colaboração em aplicativos, compartilhamento e co -autor de documentos em tempo real.
  1. Atualize seu conhecimento do PowerShell para adotar o Graph. A situação já mudou! A Microsoft está mudando para uma nova plataforma de gerenciamento de licenças em 30 de junho de 2022, portanto, os desenvolvedores devem alterar os scripts para usar chamadas API Graph ou SDK do Microsoft Graph para Powershell.  Atualmente já vemos menos esforço da Microsoft em criar módulos do PowerShell completos, com boa documentação, também já é comum a Microsoft solicitar que os clientes definam as configurações do tenant usando uma API Graph (o Graph Explorer é uma ótima ferramenta para esse propósito).